As Dez Pragas do Egito


 Êxodo 12:12 “E eu passarei pela terra do Egito esta noite, e ferirei todo o primogênito na terra do Egito, desde os homens até aos animais; e executarei juízo sobre todos os deuses do Egito. Eu sou o SENHOR.”
As 10 Pragas lançadas por Deus no Egito através do libertador Moisés, foram ações propositais de Deus para envergonhar os principados e potestades que dominavam aquela região. Faraó tinha não só confiança em seu império físico, mas também em toda atmosfera espiritual que cobria o Egito.
Quando Moisés vai ao encontro de faraó anunciar as pragas, em cada anuncio era um destronamento de potestades do ar que regiam não só na vida dos egípcios, mas que também por muitos anos vinham atuando no meio dos hebreus.
Cada ação de Deus quebra uma regência maligna que havia sobre os hebreus, compreenda que trazendo esta Palavra para os nossos dias podemos entender que: Faraó representa satanás, o Egito a escravidão do mundo e os Hebreus os próprios cristãos.
Não se surpreenda se satanás já agiu com alguma semelhança em sua vida se utilizando da ação das mesmas potestades que agiam no Egito.
Preste atenção:

PRIMEIRA PRAGA: ÁGUA EM SANGUE  Êxodo 7:14
O Rio Nilo era motivo de orgulho para os egípcios e era segundo a crença egípcia guardado pelos deuses. (o “Eu Sou” fere o orgulho e altivez de faraó com esta praga)
Ao lançar a primeira praga, o Deus de Moisés desafia a “entidade HAPI” que simboliza o espírito Khnum Nilo.
Os peixes morrem e as águas apodrecem e cheiram mal ao ponto de não se poder bebê-la ( O rio que era fonte de renda se torna uma terrível tragédia).
Os egípcios humilhavam os hebreus e os subjugavam como sendo uma raça inferior a deles.
Satanás ( O faraó dos tempos modernos) para continuar a humilhar a humanidade, trabalha para que não reconheçam a identidade que Cristo já lhes restaurou “ a de filhos de Deus”.
Aos egípcios Deus transforma água em sangue para humilhá-los, mas para os escolhidos sabemos que Deus transforma a água em vinho para alegra-los ( João 2:9-10).

SEGUNDA PRAGA: RÃS  Êxodo 8:1

Os egípcios cultuavam a  “deusa HEKET”  reconhecida como deusa da fertilidade (Ela era representada pelaforma de Rã)
Os egípcios veneravam as rãs, e Deus faz com que se apavorem por causa delas (em todo lugar havia rãs).
O todo poderoso faz com que os egípcios provem do seu próprio mal) se tornaram escravos daquilo que cultuavam. (Muitas pessoas hoje também se tornam escravos do dinheiroda belezade um relacionamento fora do casamento e este é um mal que foi lançado sobre o Egito, mas que o diabo tenta reverter para o povo de Deus).
A Rã e o sapo são considerados símbolos pagãos usados também hoje em trabalhos de macumbaria, bruxaria e feitiçarias. Usa-se nestas seitas de escrever o nome de alguém indesejado e introduzir na boca do sapo ou em sua barriga e costurar, a medida que o sapo morre e vai secando, assim também aconteceria na vida daquela pessoa.
Esta entidade atuava lançando esterilidade como castigo sobre os egípcios, mal que ainda perpetuou sobre os hebreus por várias gerações ( Sarai mulher de Abrão

TERCEIRA PRAGA: PIOLHOS  Êxodo 8:16

 
O terceiro desafio que Deus lança sobre o Egito afronta a figura do sacerdote  Egípcio. Esta praga  começa a absorver o sangue dos egípcios (as coceiras os martirizavam).
Esta praga representa  Deus ferindo os egípcios de preocupações e nem mesmo seus deuses os puderam livrar.
Hoje satanás tenta lançar também estes males sobre a cabeça do povo de Deus para que se sintam constantemente insatisfeitos uma forma do diabo querer se vingar de Deus. Normalmente quando as pessoas estão muito cheias de preocupações expressam coçando a cabeça.

QUARTA PRAGA: ENXAME DE MOSCAS  Êxodo 8:20

O Egito já começa a cheirar mal e o quarto desafio é lançado sobre o “deus UACHIT”, reconhecido como Odeus em forma de mosca.
Todo céu dos egípcios e casas se encheram de enxames de moscas e nada podiam fazer (mal podiam respirar).
Esta praga representa Deus ferindo o Egito de inquietação (imagine na hora de dormir em seu quarto aquela pequena mosca que fica te perturbando. Agora imagine um enxame em cada cômodo da casa.
Hoje o diabo também quer se aproveitar deste mal lançado sobre o Egito e despeja inquietações sobre o povo. Às vezes até mesmo dentro das igrejas consegue fazer com que as pessoas não consigam ouvir a Palavra os deixando inquietos e indiferentes a ação do espírito santo.

QUINTA PRAGA: PESTE DOS ANIMAIS Êxodo 9:1

Novamente Deus lança um desafio a entidade “APIS” deus representado pelo touro ou de vacas, também chamado de “PTA, MNEVIS OU HATOR”. (Desta vez por Faraó impedir o povo de ir fazer sacrifícios a Deus, o Senhor sacrifica todos animais como punição).
Morreram animais valiosos usados no transporte e no trabalho, morreram também animais considerados sagrados para os egípcios.
Com esta praga Deus os fere com perdas materiais de considerável importância.
Entenda que as perdas foram lançadas sobre os egípcios por causa da desobediência de faraó. Se hoje voce esta na presença de Deus, não pode achar normal ou comum lhe sobre vir perdas ainda que sejam pequenas e materiais, sempre há uma ação espiritual por traz de uma reação física.

SEXTA PRAGA: ÚLCERAS Êxodo  9:8
Os egípcios cultuavam o corpo e a beleza e neste momento Deus fere a vaidade de faraó e desafia a “SEKMET” O deus da cura (Desta vez a punição é sobre a saúde física dos egípcios).
Desta vez até mesmo os magos que afrontavam Moisés se encheram de tumores e não suportaram ficar na presença dele.
O diabo quer se aproveitar hoje da vaidade e ostentação das pessoas para lançar enfermidades (um contraste diante daquilo que o Deus Todo Poderoso fez aos egípcios).
Em Isaías 53 diz que Jesus já levou todas nossas enfermidades, mas o diabo se aproveita das fraquezas humanas para lança-las.

SÉTIMA PRAGA: CHUVA DE PEDRAS  Êxodo 9:13

Os prodígios de Deus são cada vez maiores e desafia novamente as entidades egípcias. “O deus SETprotetor das colheitas e “NUT” mãe dos corpos celestes e deusa dos céus, lança uma tremenda chuva de granizo que causa grande destruição.
Aqui pela primeira vez faraó admitiu que estivesse errado, mas mesmo assim não libertou o povo. Alguns egípcios já começaram a obedecer a palavra de Moisés e protegeram seus animais dentro de suas casas.
A chuva de pedras pode ser comparada a uma grande avalanche de problemas que sobreveio no meio do Egito os deixando perplexos.
Desta forma também satanás tenta imitar a Deus lançando também uma avalanche de problemas sobre os cristãos. Infelizmente quanto mais problemas as pessoas tem menos se colocam na presença de Deus, quando que na verdade deveria ser o contrário. Deus não dá problemas multiplicados para seus filhos todos os dias, pelo contrário as promessas de Deus são bênçãos planejadas dentro de um plano de vitória a cada um.

OITAVA PRAGA: GAFANHOTOS  Êxodo 10;1
O Eu sou de Moisés já havia demonstrado sua indignação para com Faraó, mas sabia que ainda havia resistência. Desafia agora a “deusa ISIS” deusa da vida e “SET” protetor das colheitas (Que era representada por uma serpente). Era a deusa cultuada em época de plantio e de colheita, mas que não poderia livrar o Egito do castigo de Deus.
Era quase época em que se aproveitaria para colher o que não havia sido estragado pela chuva de granizo, mas tudo foi consumido pelos gafanhotos.
Com todos os consecutivos males que aconteciam sobre os egípcios agora o “Eu Sou” os fere com prejuízos em sua lavoura e plantação.
Se voce parar para analisar muitas vezes satanás tenta reverter este mal contra o povo de Deus. Prejuízos nos negócios, nas finanças familiares, prejuízos em suas posses (veículos, casas, eletrodomésticos, . . .).
Prejuízo é conseqüência de algo mal feito, de investimento errado, de leviandade. O prejuízo também é causado por não obedecer a princípios, ou falta de conserto.
Hoje o meio mais fácil de satanás lançar prejuízo no meio dos cristão é através da porta da infidelidade ( Falta de compromisso financeiro com Deus), muitos cristãos não dizimam, não ofertam, não cumprem votos e não tem autoridade para repreender demônios que agem.

NONA PRAGA: TREVAS ( escuridão)  Êxodo 10:21
Deus já não dá mais opções de fuga para faraó. Agora um dos mais altos graus da crença pagã egípcia é atingido, o “deus RÁ ou Ré deus do Sol e Atum deus do Sol poente. Este era considerado a força espiritual energética do Egito, mas nada pode impedir a mão de Deus.
Por três dias ninguém via ninguém e os egípcios não se levantaram do seu lugar, imóveis e impotentes ante o feito sobrenatural.
Deus fere o Egito de silêncio e ausência de deuses para que compreendessem que só havia um Deus todo poderoso Senhor dos céus e da Terra.
O silêncio de Deus é para os desobedientes, para aqueles que ainda amam o pecado, pois para os filhos Deus quer se relacionar e se Revelar em sua santidade.
Voce não pode aceitar um Deus silencioso ou ausente em sua vida se já entregou seu coração a Cristo. Satanás quer fazer de tudo para que voce se sinta vazio, perdido, no escuro assim como ficaram os egípcios, porém Deus te chamou para ser luz e brilhar.

DÉCIMA PRAGA: MORTE DOS PRIMOGÊNITOS  Êxodo 11:1 

Nada mais resta ser lançado sobre faraó senão a morte dentro de sua própria casa, uma perda estimável. Ainda sim faraó tinha crença no “deus OSIRIS” doador da vida e ao próprio FARAÒ que é considerado um deus.
O Senhor direciona Moisés a dar o livramento sobre a casa dos hebreus e manda com que unjam os umbrais com sangue de cordeiro.
Desta vez os primogênitos egípcios morrem e faraó liberta os hebreus para saírem do Egito.
Esta última praga representa morte de algo que faz parte do próprio corpo (um filho). Satanás muitas vezes tenta lançar desta mesma praga sobre a casa de cristãos. O desejo de satanás é ver os filhos cristãos mortos espiritualmente atingidos pelo pecado. Todo filho de crente que não está debaixo da cobertura do sangue do cordeiro, está sofrendo bombardeios espirituais.
Nenhuma destas pragas liberadas no Egito Deus ordenou para o seu próprio povo, porém quando o cristão deixa de seguir os princípios que Deus estabeleceu para sua vida, satanás o afligi com todos estes males.
Êxodo 15:26 “E disse: Se ouvires atento a voz do SENHOR teu Deus, e fizeres o que é reto diante de seus olhos, e inclinares os teus ouvidos aos seus mandamentos, e guardares todos os seus estatutosnenhuma das enfermidades porei sobre ti, que pus sobre o Egito; porque Eu Sou o SENHOR que te sara.”